Obras paradas, perdas de conquistas e ações não cumpridas são marcas dos 30 meses da gestão Paulo Câmara, diz Oposição

0
39

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) apresentou, nesta quarta-feira (28), um balanço das promessas não cumpridas e obras paradas e atrasadas do Governo Paulo Câmara.  No plenário, os parlamentares oposicionistas apresentando um relatório com 60 obras e ações não concluídas, como uma amostra da ineficiência do governo.

“É um governo marcado pela frustração de expectativas, pelas promessas não cumpridas e pelas obras paradas. É um governo que vem perdendo a batalha para a criminalidade, com quase 2.500 assassinatos em cinco meses; reduzindo investimento na saúde e na educação e que sequer vem conseguindo entregar os projetos que recebeu das gestões anteriores. Infelizmente é um governo que não chegou à casa das pessoas e que está deixando nossas principais conquistas ficarem para traz”, afirmou o deputado Silvio Costa Filho (PRB), líder da Bancada.

O parlamentar listou algumas ações nas áreas de saúde, educação, habitação, infraestrutura entre as 60 ações do levantamento realizado pela Bancada, como as 20 unidades do Compaz não entregues, o complexo prisional de Itaquitinga, a ampliação do programa Atitude, os hospitais regionais de Garanhuns e de Serra Talhada, o Mini Arco Metropolitano, a duplicação da BR-101 de São Caetano até Arcoverde, o sistema de contenção de enchentes da Zona da Mata, entre outras ações.

A deputada Teresa Leitão (PT), vice-líder da Oposição, destacou a estagnação do programa Ganhe o Mundo, quando a promessa foi de ampliação, e as escolas em tempo integral, que funciona apenas em horário estendido. “Esse relatório precisa chegar às mãos de todas as pessoas. Ninguém está jogando para plateia. São informações centradas no que o governo prometeu, antes, durante e depois da campanha. Nada foi inventado”, reforçou.

Para o deputado Álvaro Porto (PSD), o relatório reflete o que as pessoas têm enfrentado no dia a dia. “É um governo fraco, que não cumpre promessas, desacreditado, reprovado por mais de 70% dos pernambucanos. Isso que está nesse relatório é o que a população está vendo todos os dias”, destacou.

“Sempre que abordamos os problemas do Estado, o governo diz que pelo menos o estado vem pagando os salários em dia, o que além de uma obrigação, é uma mentira, porque os trabalhadores terceirizados vêm sofrendo com atraso de salários. Veja a situação das estradas de Pernambuco, das escolas… são 30 meses de desgoverno”, afirmou o deputado Júlio Cavalcanti.

Augusto César (PTB) destacou o papel da Oposição de mostrar o que o governo não quer que seja visto. “Se você for conferir qualquer obra desse Estado, vai ver que ela ou não começou ou está atrasada. Em Serra Talhada, por exemplo, temos o Hospital do Sertão, o Hospital Agamenon Magalhães, a sede do Corpo de Bombeiros… E essa é a realidade das cidades pernambucanas. Não há uma em que não se encontrem uma, duas ou três obras não entregues”, comparou.

O deputado Silvio Costa Filho destacou que a Bancada de Oposição vai continuar trabalhando com seriedade e responsabilidade na fiscalização das ações do governo e com o compromisso de defender sempre os interesses de Pernambuco e da população do Estado.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here